OPINIÃO: É preciso multiplicar o investimento no saneamento

“Avançar no saneamento é um desafio global. Tanto no Brasil como no mundo, é preciso investir muito mais do que investimos atualmente, não apenas para ter o acesso à água, mas para que esse acesso seja sustentável.

 

Estima-se que o mundo invista cerca de U$ 25 bilhões/ano no saneamento, quando o correto seria investir quatro vezes mais, ou U$ 115 bilhões/ano. No Brasil, o déficit é igualmente gigantesco: dedicamos apenas 0,2% do PIB ao saneamento, quando, na verdade, seria necessário investir 0,45% do Produto Interno Bruto. A falta de recursos para o setor agrava as mudanças climáticas, que já são sentidas em todo o país.

 

Precisamos maximizar o investimento. Não há solução para o saneamento que não envolva a coalização entre recursos públicos e privados. Sem isso, não teremos o acesso seguro e sustentável à água e ao esgotamento sanitário no Brasil.

 

Dessa forma, a campanha #SOMOSMAISSANEAMENTO é um esforço muito relevante para lograrmos essa coalização entre o público e o privado na esfera do financiamento do setor”

 

Marcos Thadeu Abicalil, especialista sênior em água e saneamento do Banco Mundial

Deixe o seu comentário!

Quem compartilha