8

A formação e capacitação profissional devem ser prioridades no setor saneamento

O investimento em formação e capacitação técnica e de gestão em saneamento é fundamental para o fortalecimento operacional e melhoria da execução da política pública do setor. Além da qualificação da mão de obra existente, fundamental para garantir a eficiência dos sistemas e investimentos atuais, a formação de novos profissionais garantirá mão de obra qualificada para ocupar mais de 1 milhão de novos empregos gerados pela universalização e distribuídos em todas as regiões do país.

1

Deixe o seu comentário!

Comentários

  1. Geraldo Basilio Sobrinho disse:

    Não há por que esperar pela universalização, em se tratando de tocar a gestão e gerar empregos. Temos mais de 5570 municípios necessitando, agora, de profissionais do setor para conduzir o planejamento consubstanciados nos planos de saneamento já elaborados. E profissionais não faltam, na medida em que estão sendo formados em quantidades substanciais pelos Institutos Federais de Educação espalhados pelo país, porém não estão sendo aproveitados. Precisamos, urgente, implantar programa semelhante ao “Mais Médicos”, alocando em todos as prefeituras outros profissionais para tocarem a gestão municipal que poderíamos muito bem batizá-lo de “Mais Gestão”.

Conheça as Mensagens Curta, compartilhe e participe

11

Todos têm direito à água segura e ao esgotamento sanitário adequado, e todos têm o dever de defender e preservar a água para as presente e futuras gerações.

1

O Brasil tem o compromisso de cumprir suas metas de universalização dos serviços de Água e Esgoto

1

É preciso repensar os modelos de prestação de serviço de saneamento

0

A cooperação entre os setores público e privado é fundamental para a realização das metas de universalização

1

Tarifas realistas e justas devem garantir a sustentabilidade dos serviços de água e esgoto

2

Precisamos engajar a sociedade e qualificar o debate sobre os desafios e soluções para o setor de saneamento

0

Saneamento básico deve estar integrado com a gestão de recursos hídricos

1

A formação e capacitação profissional devem ser prioridades no setor saneamento

Quem compartilha